Apresentamos-lhe ações singelas com gestos concretos que também lhe permitem mudar o mundo

TEXTO: ESTHER RODRÍGUEZ SÁNCHEZ

 

Um pequeno gesto de grande alcance

Tapones para una nueva vida (Tampinhas para uma nova vida, em tradução literal) nasceu em 2011, quando a Fundación SEUR se juntou à família de Iker, um menino que precisava de uma prótese, na coleta de tampas de plástico para entregar e pagar por uma recicladora. Com um simples gesto, praticado por 13 milhões de pessoas na Espanha, Portugal e Andorra, foi possível ajudar a mais de 130 crianças com problemas de saúde até hoje, com 961,727 euros no total. A Fundación SEUR já levou de suas lojas e pontos de coleta para os pontos de reciclagem mais de 4.300 toneladas de tampas de plástico usadas para ajudar crianças carentes a terem acesso a tratamentos médicos ou próteses ortopédicas necessárias para melhorar a saúde das mesmas. Mais informações em: http://www.fundacionseur. org/informacion-del-proyecto-tapones-parauna-nueva-vida/

 

Ajudando desde os dias da Movida Madrilenha

 A associação Pato Amarillo nasceu nos anos 80 graças às mães preocupadas com suas crianças toxico dependentes no distrito madrilenho de Orcasitas. Atualmente, fornece alimentos e outros produtos indispensáveis a 600 famílias em dificuldades no distrito de Usera, todos os meses. Sob o lema de “dar uma oportunidade para aqueles que não a têm”, colaboram com a Cruz Vermelha, com o Banco de Alimentos e com os Bombeiros, que ajudam a organizar as coletas de alimentos nos supermercados de Madrid e destinam os recursos arrecadados à esta organização, para contribuir com o seu grão de areia na proteção dos mais vulneráveis. A Pato Amarillo é também um projeto que faz parte da campanha #SéSolidario da Fundación MAPFRE. Através do Proyecto Cuenta con Nosotros (Projeto Conte com a Gente), os voluntários da Fundación MAPFRE canalizam doações e produtos de necessidades básicas para que as associações como a Pato Amarillo possam distribuí-las entre os mais necessitados. Mais informações em:  https://www.fundacionmapfre. org/fundacion/es_es/donaciones/conoce-losproyectos/cuenta-con-nosotros/

 

As lágrimas do médico de Lampedusa 

Pietro Bartolo é o único médico fixo da pequena ilha italiana de Lampedusa, aonde vem prestando assistência médica aos refugiados há 26 anos. É na Policlínica de Lampedusa onde todos os dias ele recebe e cuida dos refugiados que são resgatados de naufrágios pela Guarda Costeira Italiana. “Eu não sou apenas o médico que os examina, eu sou a pessoa com quem eles podem dividir o drama que estão vivendo”, explica em seu livro Lágrimas de sal, no qual compartilha suas experiências de atendimento aos refugiados durante mais de um quarto de século. Em uma ilha de apenas 6 quilômetros quadrados, Pietro Bartolo dá um exemplo de solidariedade com seu trabalho, reconhecido em todo o mundo, ao receber os imigrantes.

 

Ensinando as mulheres mexicanas a lutarem contra o câncer de mama 

Todos os anos, mais de 13.000 casos de câncer de mama são diagnosticados no México, dos quais apenas 10% estão em fase inicial. Para informar sobre a importância de um diagnóstico precoce, Alejandra Cima criou a Fundación CIMAB há 15 anos. Seu trabalho se concentra em aldeias rurais onde, através de conversas gratuitas e oficinas com mulheres, centros de saúde e profissionais de saúde, tenta-se educar sobre a importância do diagnóstico precoce da doença. Deste modo, a campanha Favor de tocar (“Por favor, toque”, em português) treina as mulheres de áreas rurais e marginalizadas do país para promoverem a autoexploração. Eles também distribuem materiais gratuitos sobre hábitos de saúde para a prevenção de doenças. Mais informações em:  http://www.cimab.org/