A Fundación MAPFRE expõe, em caráter permanente, uma coleção de sessenta e cinco obras de Joan Miró (Barcelona, 1893-Palma, 1983), a maioria assinada a partir de 1960. Graças à generosidade de colecionistas que cederam essa herança extraordinária à Fundación MAPFRE, Madri soma, assim, mais um novo espaço dedicado ao artista. A exposição também apresenta um conjunto do escultor Alexander Calder, colaborador e amigo de Miró.

Durante a exposição são apreciados os elementos, formas e cores que inspiraram o artista, como as estrelas,
s esferas, os pássaros e as formas femininas, todos eles elaborados à base de pinceladas fortes e detalhes minuciosos, que revelam as influências mútuas que experimentaram Miró e alguns dos protagonistas mais importantes da pintura americana, como Pollock, Rothko ou Motherwel, de meados do século XX.